05/05/2016

INTERVIEW | Carolina Machado, Portuguese Fashion Designer


Carolina Machado






































Comecei a prestar mais atenção ao trabalho da Carolina Machado após ter visto a sua última coleção, OPEN, na ModaLisboa Kiss. Fiquei rendida ao toque moderno, mas ao mesmo tempo retro, das peças e ao je ne sais quoi dado pelas aplicações metalizadas. De forma a dar-vos a conhecer a Carolina e o seu trabalho (confesso que eu própria estava curiosa!) decidi fazer-lhe uma pequena entrevista, que podem ler mais abaixo. Espero que gostem! E boa Quinta-feira :)


I started to pay attention to Carolina Machado's work after seeing her last collection, OPEN, at ModaLisboa Kiss last March. I immediatly fell in love with the modern, but at the same time retro, feeling of the colection and by the je ne sais quoi given by the metallic applications. In order to introduce you to Carolina and her work (I confess that I was also curious to know more!) I decided to do a short interview, which you can read below. I hope you enjoy! And good Thursday :)


Credits Costamendes - BARE

Falo-nos um pouco sobre ti.
Tenho 21 anos e sou natural de Leiria. Inicialmente comecei por fazer o secundário na área de Artes Visuais e em 2012 mudei-me para o Porto, onde tirei a licenciatura em Design de Moda na ESAD Matosinhos. 

Quando e como surgiu a paixão pela moda e pelo design?
Desde muito cedo que sempre gostei de moda e artes no geral, os meus passatempos favoritos sempre foram desenhar, pintar, brincar com roupas, vestir bonecas de papel, acho que no fundo sempre gostei da liberdade que tanto a moda como as artes me permitia. Falo de artes numa fase inicial, porque o gosto pelo design veio mais tarde, quando descobri o que isso era. À medida que o tempo passou essa paixão foi crescendo e quando chegou a altura de escolher eu tinha a certeza absoluta de que queria tirar o curso de Design de Moda.

Já tiveste oportunidade de mostrar as tuas coleções nas plataformas Bloom do Portugal Fashion e Sangue Novo da Moda Lisboa. Como foi toda esta experiência? 
Tem sido espectacular, sinto-me uma sortuda! Guardo com muito carinho todas essas experiências, especialmente o meu 1º desfile na ModaLisboa, é algo que nunca vou esquecer. Quando o nosso trabalho e o nosso esforço são reconhecidos e nos surgem oportunidades como estas, é uma sensação muito boa mesmo.

A tua última coleção chama-se OPEN. Porquê este nome e de onde surgiu a inspiração?
Open vem no seguimento de Bare e existem alguns paralelismos, apesar de serem 2 colecções distintas. Esses nomes estão relacionados com a identidade que quero transmitir como designer, quero ser honesta e sincera no meu trabalho, tenho de me conseguir reflectir nele. Quero que olhem para o meu trabalho e consigam identificar que aquilo é meu. Penso que as minhas peças têm características muito visíveis e uma estética que as distingue, uma feminilidade incorporada com algumas linhas masculinas e uma suavidade que se contrabalança com os acabamentos raw.
A ideia para esta colecção surgiu no Verão do ano passado, numa festa de lançamento de uma discográfica online. Durante os concertos, foram projectados uns videos aleatórios, e um deles era do filme francês: "La Planète Sauvage", 1973. Nesse momento tive uma ideia clara de como queria que fosse esta colecção, as formas, a silhueta dos anos 70, os tons terra inspiradas no filme e os ilhóses.

Onde podemos adquirir as tuas peças?
Vou começar a vender online no próximo mês, no meu site (aqui) e pretendo no futuro começar também a vender em lojas. Assim que tiver novidades, será tudo anunciado na página do Facebook!

Uma frase com que te identifiques e porquê.
"Find someone who has a life that you want and figure out how they got it. Read books. Pick your role models wisely. Find out what they did and do it." é uma frase simples que me ficou na cabeça, de uma entrevista à cantora Lana Del Rey. Acho que de vez em quando precisamos de um incentivo extra ou motivação para fazermos algo, e acho que esta frase funciona bem nesse sentido. Também acho que é importante rodearmo-nos de coisas que nos inspirem, enchermo-nos de referências pessoais: pessoas, livros, música e cultura no geral.

Numa palavra, como está a ser o ano de 2016 até agora?
Para mim está a ser um ano de muitas oportunidades!

Já estás a pensar na próxima coleção? O que podes revelar sobre ela? :)
Sim, já estou a trabalhar na próxima colecção. Sem querer revelar muito (porque nesta fase de desenvolvimento estamos sempre a mudar de ideias) posso dizer que a nível de cores estou a trabalhar com uma paleta de nudes, que também tem a ver com o tema da próxima colecção. 

Como te imaginas e à tua marca daqui a 5 anos?
Espero que a minha marca já esteja estabelecida e bem posicionada no mercado. Espero conseguir continuar a fazer o que faço, porque sou muito feliz a fazê-lo.

Obrigada Carolina!

Credits Tania Braukamper - OPEN


Tell us a bit more about yourself .
I'm 21 and I'm from Leiria. Initially I started high school in Visual Arts and in 2012 I moved to Oporto, where I got a degree in Fashion Design at ESAD Matosinhos.

When and how did the passion for fashion and design started?
From early on I've always liked fashion and arts in general, my favorite hobbies have always been drawing, painting, playing with clothes, dressing paper dolls, I think deep down I always liked the freedom that both fashion and arts allowed me. I speak of arts at an early stage, because the love for design came later, when I found out what it was. As time passed this passion grew and when it came the time to choose I was absolutely sure that I wanted to go to Fashion Design.

You had the opportunity to show your collections in the plataforms Bloom of Portugal Fashion and New Blood of Moda Lisboa. How was this whole experience?
Has been spectacular, I feel so lucky! I keep with great affection all those experiences, especially my 1st show at ModaLisboa, it's something I will never forget. When our work and our efforts are recognized and opportunities as these arise, it's a very good feeling.

Your latest collection is called OPEN. Why this name and where did the inspiration came from?
Open follows on Bare and there are some parallels, even though they are two distinct collections. These names are related to the identity I want to convey as a designer, I want to be honest and sincere in my work, I have to see myself in it. I want you to look at my work and know that it's mine. I think my pieces have very visible features and an aesthetic that distinguishes them from others, a femininity incorporated with some masculine lines and a softness that counteracts with the raw finishes.
The idea for this collection came in the Summer of last year at a launch party for an online record company. During the concerts, some random videos were projected, and one of them was from the French film "La Planète Sauvage" from 1973. At that time I had a clear idea of ​​how I wanted this collection to be in terms of the 70's silhouette, the earth tones inspired by the film and eyelets.

Where can we purchase your pieces?
I'll start selling online next month, on my website (here) and I intend in the future to also start selling in stores. All the news will be announced in my Facebook page!

A phrase that inspires you and why.
"Find someone who has a life that you want and figure how they got it. Read books. Pick your role models wisely. Find out what they did and do it." is a simple phrase that got stuck in my head of an interview with singer Lana Del Rey. I think from time to time we need an extra incentive or motivation to do something and I think this phrase works well in this regard. I also think it's important to surround ourselves with things that inspire us and have personal references: people, books, music and culture in general.

In one word, how is 2016 being so far?
For me is being a year of many opportunities!

Are you already thinking about your next collection? What can you reveal about it? :)
Yes, I am already working on the next collection. Without wanting to reveal too much (because in this stage of development we, designers, are always changing our mind) I can say that regarding color I'm working with a palette of nudes, which also has to do with the theme of the next collection.

How do you see yourself and your brand in 5 years?
I hope that my brand is already established and well positioned in the market. I hope to continue to do what I do because I'm very happy doing it.

Thanks Carolina!

Credits Gonçalo M. Catarino - OPEN

1 comment:

  1. Hey darling :) Estas fotografias não são do Trend me too! Um beijinho

    ReplyDelete